quinta-feira, 1 de setembro de 2011

A comparência da Serenidade


   O fim do mês de agosto passou e setembro chega com tudo!
   E ainda há pessoas que dizem que o mês de agosto não é favorável. Digo que agosto não é um grande mês, nem o mês do desgosto como dizem, mas sim o mais cansativo de todos.
   Passei por momentos diferentes, diversificados e, sobretudo, por coisas agradáveis. Sei que demorei a postar, é por motivos pessoas, acadêmicos, profissionais e até para acréscimos de sabedoria e crescimento pessoal.
   Fiz desse mês, longo, a minha sutil serenidade para atravessar o mês de agosto. Afinal, a calma, a tranquilidade e a suavidade do poder de persuasão da paz é um dos pré-requisitos para globalizar a relevância do que esta externa ao nosso ser. A serenidade deve estar sempre ao nosso lado no processo evolutivo.
    Só desejo que este setembro seja doce, um mês iluminado, de grandes oportunidades e que a minha vida seja marcada sempre por bons momentos e é claro, também pelos ruins. São eles que nos fazem amadurecer, passar por lições confortantes e a superar a nossa jornada cotidiana.  
   E que eu não me esqueça de mostrar a minha essência no blog já que muitos me acompanham também por aqui. 
   Agosto não foi tão ruim assim como dizem os fatos de superstição. Na maioria das vezes, a serenidade é o que mais ajuda nas diversas acepções e finalidades pessoais dos determinados campos das ideias. Em compêndio, que o dia que se inicia hoje, 01 de setembro, seja mais do que especial e único na vida de todos, mas sim, um incentivo interno. 

   Bruno Coelho

8 comentários:

  1. Agosto para mim é sempre um mês cansativo, pois, como sou professor, e quando volto das férias de meio de ano, somado à correria que começa por causa dos bimestres mais curtos, devido aos inúmeros feriados.

    ResponderExcluir
  2. Nem me fale do mês de agosto para mim nunca foi bom trago marcas inesquecíveis ao longo dos anos que foram marcados nesse mês. Setembro que seja doce como a maçã e o mel para todos nós. Obrigado pela visita honrosa em meu blog. Desejo um indo fim de semana, abraços do teu amigo blogueiro e faceano!

    ResponderExcluir
  3. GOSTEI DO SEU BLOG!SUCESSO E MUITA PAZ...VISITE: WWW.INSTITUTOTOEUQUEROPAZ.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
  4. meses piscar de olhos, e passou e já mudamos de nome, em próxima jornada...nada traz azar além dos pensamentos insalubres...

    ResponderExcluir
  5. Faço minha as palavras de Sandro Ataliba!Porém, não posso reclamar, muitas coisas boas aconteceram, dentre elas início de meu blog. Sucesso para Você!

    ResponderExcluir
  6. Faço minha as palavras de Sandro Ataliba!Porém, não posso reclamar, muitas coisas boas aconteceram, dentre elas início de meu blog. Sucesso para Você!

    ResponderExcluir
  7. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog A dança das Palavras. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Bruno, estava meio receoso do meu agosto, mas foi um mês muito bom. Mês de desprendimento e amadurecimento!
    A maneira que encaramos nossos dias e meses que determina o negativo e o positivo em nossas vidas!
    Parabéns pelas palavras e maturidade que senti aqui!
    Grande abraço!

    http://divaedevaneios.blogspot.com/

    ResponderExcluir